Artista | Marcelus Bob

Marcelus Bob

Marcelino William de Farias, Marcelus Bob, é natalense, nascido no Passo da Pátria, em 3/03/1958, e criado no morro de Mãe Luiza. Foi membro do atelier da ETFRN, atualmente IFRN, e aluno de Thomé Filgueira.

Marcelus Bob é um artista autodidata e sua principal marca é a criação dos humanoides como principal tradutor do grafite no Rio Grande do Norte. Suas referências artísticas vieram com o pai, José Pedro de Farias Filho, conhecido como Zepelin, que é repentista e escultor e lhe repassou as cores, e a mãe, Odete do Carmo de Farias, com quem aprendeu a executar instrumentos de corda.

Começou na pintura no início da década de 80, com a exposição intitulada "Marcelus Bob Expõe Sol", na Galeria Câmara Cascudo. De lá para cá, ele já apresentou 15 exposições individuais e participou em mais de 100 coletivas.

Recebeu várias premiações por seu trabalho, como o Prêmio Newton Navarro eo Prêmio Governo do Estado, ambos da Fundação José Augusto, o prêmio Circuito de Arte do Nordeste, e o IV Salão de Artes Plásticas da Cidade do Natal, da Capitania das Artes. Em 2005, foi incluído um dos 100 maiores artistas de vanguarda do mundo, segundo a revista alemã Neue Blätter.

Atualmente, sua obra faz parte do acervo da Pinacoteca do Estado do RN e sua arte tem reconhecimento internacional, podendo ser encontrada em 12 países europeus e em toda a América.